5 DICAS PARA TORNAR O SEU QUARTO MAIS SAUDÁVEL

Tornar o seu espaço de descanso mais saudável envolve mudanças físicas e outras no seu próprio comportamento

O quarto deve ser um templo de boas energias e saúde, já que o sono é um dos fatores primordiais quando falamos em bem-estar. Porém, algumas atitudes que tomamos sem perceber podem atrapalhar a saúde do ambiente. Além disso, a bagunça diária pode ser fruto de estresse e ansiedade.

Para ajudar a melhorar sua qualidade de vida, os próximos cinco passos vão deixar o seu quarto mais saudável, sem qualquer tipo de reforma.

1. Faça pequenas mudanças na sua rotina

QUARTO | Cabeceira de MDF criada pelo Studio RG e feita pela Dedicatto Mobilia. Arandela da Reka. Foto Mar, de Fabio Minduim, da Barracão de Imagens. Quadro de Diogo Monteiro. Roupa de cama da Trama Casa (Foto: André Nazareth)

Estamos falando das coisas que você não percebe, como a sujeira invisível dos lugares onde você põe as mãos e o acúmulo de partículas na sola dos seus sapatos. Para começar, inclua na rotina boas lavagens das mãos todas as vezes que chegar em casa. Também crie o hábito de retirar os sapatos ao entrar em casa e não sentar ou deitar na cama com as roupas que você passou o dia. Tornar o seu quarto mais saudável possível envolve evitar contaminação de germes e bactérias, mesmo que eles não tenham efeitos claros na sua vida. Isso fará com que o ar fique mais limpo e que o cômodo seja mais organizado.

Se possível, troque a última fuçada no celular antes de dormir por um bom livro, uma vez que a tecnologia nos deixa acelerados e a luz da tela estimula nossos sentidos a nos manter acordados.

2. Mais natural

Abra as janelas e deixe a luz natural invadir o seu ambiente para renovar o ar que estava ali concentrados. Também aposte em plantas para limpar o ar e trazer o verde para dentro. O oxigênio fresco emitido pelos produtores de fotossíntese e o controle da umidade do local podem te ajudar a acalmar os nervos. Para garantir ainda mais benefícios, opte por espécies conhecidas por terem propriedades relaxantes, como a lavanda e a babosa.

QUARTO | Ao lado do criado-mudo, três prateleiras organizam livros e objetos de decoração (Foto: Christian Maldonado/Editora Globo)

3. Invista em acessórios sustentáveis

Caso você esteja pensando em trocar o colchão, opte por versões que se preocupam com a natureza durante a sua produção e oferecem vantagens na hora de dormir, como materiais hipoalergênicos e confortáveis. Lençóis de algodão orgânico também são uma boa pedida e difusores de óleos essenciais ajudam a criar uma atmosfera saudável para o sono.

QUARTO DE CASAL | Roupa de cama e almofadas da Blue Gardênia. Cabeceira da Fohrs Marcenaria. A mesa lateral é da Bontempo e o espelho foi executado pela Vidraçaria Guarulhense. (Foto: Renato Navarro / Divulgação)

4. Evite o acúmulo de poeira

 

 

Tudo no quarto é branco, exceto o antigo guarda-roupa de madeira e as cadeiras Hans Wegner, que trazem cor à suíte. (Foto: Divulgação)

 

Não precisamos explicar porque você precisa passar um pano no seu quarto, pelo menos, uma vez por semana. Mas gostaríamos de te lembrar das superfícies, geralmente, subestimadas, como objetos decorativos, prateleiras e a área debaixo da cama. Além de poder provocar irritações e alergias, ambientes sujos são mais estressantes, acabando por interferir na qualidade do sono.

5. Iluminação indireta

 

A luz branca é a mais apropriada para áreas que precisam de bastante claridade. Elas são ótimas para escritórios, onde as pessoas precisam de concentração. Já as lâmpadas amareladas trazem maior calmaria e são melhores para serem instaladas dentro dos dormitórios. Ter pontos indiretos de iluminação também pode ajudar a criar uma atmosfera tranquilizante, como abajures próximos à cama, que têm a intensidade controlada.

Caso você utilize o cômodo para trabalhar ou estudar, opte por luminárias de mesa na sua escrivaninha. Elas dão claridade suficiente quando você precisa.

 

O verde-bandeira colore o segundo quarto infantil - versátil, o tom acompanha bem o crescimento do morador (Foto: Maira Acayaba/Divulgação)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *