Sete atitudes eficazes e baratas para ter a casa sempre arrumada

Dicas da autora best-seller Marie Kondo são fáceis de seguir

 

Autora de best-sellers e no comando da série “Ordem na Casa”, da Netflix, Marie Kondo dispensa apresentações. Seu livro “A mágica da arrumação: a arte japonesa de colocar ordem na sua casa e na sua vida” vendeu mais de cinco milhões de exemplares em todo o mundo. E quem não quer ter a casa arrumada e, como consequência, encontrar qualquer objeto de que precise? Para isso, reunimos sete dicas de Kondo. São atitudes simples que podem fazer a diferença no cotidiano de todos nós. Mãos à obra!

1. Separe as suas coisas por categoria, não por localização

 

“As pessoas guardam a mesma coisa em mais de um lugar. Para evitar essa situação, minha recomendação é organizar tudo por categoria. Por exemplo, em vez de decidir que você vai arrumar determinado cômodo, estabeleça metas como ‘roupas hoje, livros amanhã’.”

2. Pense se aquele objeto te faz feliz

 

“Qual a razão de se fazer uma organização? Se não for para que o ambiente e as coisas dentro dele nos tragam felicidade, não vejo sentido em organizar. Assim, a melhor forma de escolher o que guardar e o que descartar é pensar se aquilo nos faz felizes.”

3. Reflita sobre a função dos objetos

 

“Quando você deparar com algo de que não consegue se desapegar, pense bem no real propósito desse objeto em sua vida. Você vai se surpreender ao constatar quantos de seus pertences já cumpriram sua função. Ao reconhecer sua contribuição e ao abrir mão deles com um sentimento de gratidão, você conseguirá colocar sua casa – e sua vida – em ordem. No final do processo restarão apenas as coisas que são valiosas para você.”

4. Simplifique

 

“Qual  é o volume ideal de pertences? Acho que poucas pessoas saberiam dizer, pois a maioria está acostumada a viver com mais coisas do que precisa. Porém, ao reduzir seus pertences por meio do processo de organização, chegará a um momento em que você simplesmente saberá a resposta.”

5. Esqueça a ideia de ter tudo ao alcance das mãos

 

“É bastante comum definir o local onde as coisas ficam guardadas tomando por base a facilidade para acessá-las, porém essa estratégia é uma armadilha fatal. A origem da bagunça é a incapacidade de recolocar as coisas em seus devidos lugares, portanto a organização deve simplificar o ato de guardá-las e não de pegá-las.”

6. Coloque tudo na vertical

 

“Arrumo as coisas na vertical e evito empilhá-las por dois motivos. Primeiro porque, quando fazemos pilhas, aumentamos as chances de acumular coisas, mesmo sem perceber. Mas quando os objetos são postos na vertical, qualquer acréscimo ocupa espaço, e percebemos claramente quando estamos começando a ter coisas em excesso. O outro motivo é o seguinte: é difícil ter acesso aos itens que ficam na parte de baixo da pilha.”

7. Não compre objetos especiais para organização

 

“Os únicos itens de organização de que você realmente precisa são gavetas e caixas – não é preciso ter nada de especial ou sofisticado. Não há necessidade de comprar separadores nem qualquer outro acessório. Você pode usar o que já tem em casa para fazer a arrumação. Meu recurso preferido é a caixa de sapatos, que é prática, versátil e gratuita.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *